Atualmente pouquíssimos artistas conseguem ter um espaço para produzir e circular seus trabalhos, seja por dificuldades financeiras de bancar um ateliê próprio, seja pela rigidez de conseguir participar do circuito institucional das artes. Pensando na potência de criar um ateliê compartilhado que não seja apenas um espaço de trabalho mas também de articulação, um grupo de artistas e fazedores de cultura se juntou para propor um espaço que se configura como um território híbrido entre produção artística, encontro e fruição. BANANAL é um laboratório / ateliê; um centro gastronômico; um lugar de encontro; um espaço expositivo e de circulação de projetos; uma loja de produtos autorais; e um território de formação e difusão de trabalhos artísticos em diversas linguagens.  


BANANAL é construído por muitas mãos e crescerá em etapas, visando sua sustentabilidade financeira para a realização de programações culturais independentes e articuladas ao território. Todas as nossas ações são articuladas a partir do desejo de promover e fortalecer a comunidade artística e seus profissionais; praticar a cultura da sustentabilidade dentro do espaço urbano tanto pela formação quanto por ações práticas; ser um espaço de formação crítica sobre a cultura, as artes e a sociedade brasileira; criar ações e práticas que contribuem para a construção de uma sociedade democrática, que discuta questões pertinentes a contemporaneidade e que promova ações coletivas e participativas.

 

ATELIÊS COLETIVOS

O espaço contará com ateliês equipados para produção gráfica e bidimensional e uma oficina tridimensional com capacidade total de até 15 artistas usando diariamente.  Os valores dos planos (diário, quinzenal e mensal) serão acessíveis e sempre terão uma porcentagem voltada à bolsas, democratizando o espaço e possibilitando a produção e troca entre artistas de diversos contextos.

PROGRAMAÇÃO CULTURAL

A programação do espaço será gerida e curada à muitas mãos. Exposições de artes visuais e instalações, apresentações musicais, performances, projeção de filmes, cursos e oficinas serão realizados a partir da curadoria participativa dos artistas usuários do próprio espaço e parceiros. Apesar de coletiva, será necessário que a programação dialogue com as missões e premissas do espaço, trazendo à discussão e à reflexão processos artísticos e assuntos de relevância na contem-poraneidade. Um laboratório de projetos e parcerias.

COZINHA ABERTA

BANANAL contará com uma área de experimentação gastronômica visando ações e vivências que promovam a cultura da alimentação saudável, orgânica e local, explorando sempre dialogar com as manifestações artísticas do espaço. A cozinha será aberta e ocupada por iniciativas convidadas que oferecerão alimentação aos usuários do espaço e ao público geral. Praticaremos sempre preços acessíveis que serão revertidos à viabilidade financeira do projeto e à remuneração das iniciativas envolvidas.

LOJA

A loja é um espaço pensado para gerar renda a artistas independentes, editores, zineiros e fazedores de coisas legais. É um ponto de venda de obras, livros, publicações independentes, impressões, prints, objetos de design, etc, voltado à criar a cultura de compra e apoio aos trabalhos autorais. Os trabalhos serão vendidos tanto em nosso site como no espaço, através de uma lógica de parceria ganha-ganha, artista com 75% do valor e o espaço com 15%. Além de produtos ofereceremos também serviços prestados pelos usuários e parceiros.

BAR E CONVIVÊNCIA

O projeto oferecerá espaço de sobra para apresentações, performances, convivência e o encontro, voltado ao público geral e da casa. Esse espaço contempla um bar/café, também frentes importantes para a viabilidade financeira do projeto. Pensando o público-alvo e o entorno, o bar terá preços acessíveis, garantindo a diversidade socio-cultural do espaço. A área também será um ambiente de permanência, com muitas folhagens e sombra, convidando o bairro a frequentar um espaço verde no meio da aridez do centro da cidade.